Buscar
  • classicrockbrazilblog

50 ANOS SEM JIMI HENDRIX





Jimi Hendrix morreu em 18 de setembro de 1970, apenas dois dias após sua última apresentação ao vivo e quase duas semanas após seu tumultuado concerto final. Foi um final trágico para um capítulo difícil na vida e carreira do guitarrista.


Hendrix estava em um período de transição com o final dos anos 60, tendo dissolvido o grupo Experience e refeito seu show ao vivo várias vezes. Um sexteto expandido e com percussão pesada tocou no Woodstock em 1969; em seguida, um trio funky e reduzido foi documentado em Band of Gypsys de 1970, o último álbum lançado durante sua vida.


Em abril de 1970, o pioneiro do psych rock lançou o que acabou sendo sua última jornada, a Cry of Love Tour, com o baterista Mitch Mitchell e o baixista Billy Cox completando o grupo. O set list era variado e vibrante: faixas clássicas do Experience, destaques da Band of Gypsys e um material que Hendrix esperava reunir em um quarto álbum de estúdio. Mas que não deu tempo, pois a vida de Hendrix foi interrompida antes.


Depois de um período prolongado de shows nos Estados Unidos, a banda se aventurou no Isle of Wight Festival, na Inglaterra, seguido por uma série de shows europeus - incluindo um notório dia 2 de setembro em Aarhus na Dinamarca, onde o exausto guitarrista tocou apenas três músicas cancelando o show abruptamente.


Hendrix fez um show igualmente desastroso no Open Air Love & Peace Festival em Fehmarn na Alemanha. Ele havia sido agendado para a noite anterior, mas o evento - já abalado pela presença violenta da gangue de motociclistas Hells Angels - sofreu com ventos fortes e chuva forte, obrigando a equipe de Hendrix a adiar para a tarde seguinte. Depois de entrar no palco, ele foi atacado por vaias do público, levando a uma troca estranha de energia com os fãs. A chuva também aumentou, mas Hendrix conseguiu empurrar o set.


Com Cox lutando contra uma doença, o resto da turnê foi cancelada. Mas Hendrix tocou no palco mais uma vez, em 16 de setembro, sentando-se com Eric Burdon's War no Ronnie Scott's Jazz Club em Londres. Os detalhes variam muito dependendo da fonte, mas Hendrix passou a maior parte do dia seguinte na cidade com sua namorada Monika Dannemann. Eles fizeram compras e tomaram chá do lado de fora do apartamento dela no Samarkand Hotel.






Na manhã seguinte, eles compareceram a uma festa onde, de acordo com algumas fontes, Hendrix tomou um comprimido de anfetamina. E a partir desse ponto, os detalhes ficam ainda mais obscuros.


Na versão mais divulgada da história, Hendrix estava lutando contra a insônia e tomou alguns de seus comprimidos para dormir. De manhã, Dannemann o encontrou sem resposta e chamou uma ambulância. Hendrix, que engasgou com o próprio vômito, foi declarado morto às 12h45.






O que sabemos com certeza é que a morte de Hendrix criou um vazio enorme no rock - que não diminuiu ao longo das décadas. Ele deixou para trás uma montanha de músicas inacabadas (embora muitas vezes impressionantes), algumas das quais acabaram em LPs póstumos como The Cry of Love e Rainbow Bridge. Mas é impossível prever como sua criatividade teria florescido ao longo das décadas, e é uma pena que nunca descobriremos.


72 visualizações

©2019 by Classic Rock Brazil Store. Proudly created with Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now