Buscar
  • classicrockbrazilblog

Como os Discos de Vinil sobrevivem na Era Digital?







Muita gente nos pergunta com cara de curiosidade como o vinil consegue sobreviver a esta era de streaming. Para nós a resposta poderia ser muita mais objetiva que complexa.


Achamos que a verdadeira razão para o forte retorno do vinil é muito mais profunda do que questões de qualidade de som.



Experiências Multissensoriais


O vinil atrai múltiplos sentidos - visão, audição e tato . No caso da versão digital / de streaming, temos apenas o apelo auditivo, um só sentido é estimulado. Os registros em vinil são uma experiência tátil, visual e auditiva. Você sente um disco de vinil, é quase um sentimento mesmo. Você o segura nas mãos. Não se trata apenas do tamanho da capa ou da inclusão de livretos (para não mencionar a beleza única de discos de imagem e vinil colorido). Um disco de vinil, em virtude de seu tamanho e peso, tem gravidade, tem peso e isso tudo realmente importa.


Registros em vinil , em toda a sua fragilidade e fisicalidade, prestam o respeito adequado à música, o respeito adequado ao passado. Eles devem ser manuseados com cuidado, pois o passado merece nossa preservação. Eles são facilmente arranhados e sua qualidade é diminuída como resultado desses arranhões. Eles estão sujeitos aos elementos - deixados ao sol, eles entortam.


Embora o processo de buscas de uma faixa (qualquer faixa! Você tem 30 milhões de opções!) nas plataformas digitais, seja claramente o meio mais eficiente de ouvir música, às vezes a eficiência não é a experiência.


Os discos de vinil são analógicos, a coisa mais próxima que temos das ondas sonoras. Todo o processo de criação e gravação do vinil, resultam em um produto final multisensorial e isso o difere bastante da sensação de ouvir a música oferecida pelos serviços digitais.







O Ritual


Este é um ponto crucial para os amantes do vinil. O ritual começa no desejo de encontrar o registro na sua prateleira para escutá-lo - uma caça ao tesouro que pode levar vários minutos, dependendo do tamanho e da organização da sua coleção. Quando você encontra o registro, você o retira da prateleira. Você remove o álbum da capa. Em seguida, você coloca o disco suavemente no eixo do toca disco: o furo perfurado com tanta precisão que você precisa empurrar o álbum com firmeza para baixo para que ele se encaixe bem. E então - você coloca o prato em movimento e abaixa a agulha - lentamente, muito lentamente - sobre o disco de vinil.

E a música começa a tocar... e a atmosfera enfim se transforma!







Nem tudo na vida é sobre facilidade e rapidez. Acredite ou não, às vezes as pessoas querem levar mais tempo, especialmente se for em uma experiência que evoca uma memória passada, satisfaz uma necessidade profundamente enraizada ou preenche uma lacuna comportamental. Tornar tudo fácil demais pode diminuir sua percepção sobre o valor das coisas.






Não somos contra o serviços de streaming, muito pelo contrário, somos tbém usuários deles. A questão em pauta é como uma experiência que demanda mais tempo e trabalho ( e tempo hj é dinheiro rsrs ) , consegue competir com um mercado ágil e objetivo como o digital.


Sinalizamos acima: a questão multissensorial e o ritual tornam o vinil uma experiência completa! A velocidade tem o seu lugar, mas o tempo gasto pode sinalizar o valor e criar um peso agradável ao significado desta experiência.


É como se nós amantes do vinil, insistíssemos em parar o tempo, pois as tecnologias digitais continuam a dominar nossas vidas em uma velocidade surreal.




Bjos e Abraços!





Por Leo Martins e Rapha Falconi

58 visualizações

©2019 by Classic Rock Brazil Store. Proudly created with Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now