Buscar
  • classicrockbrazilblog

Quarta de Disco: Blonde on Blonde do Bob Dylan


Blonde on Blonde- 1966

Hoje na nossa Quarta de Disco falaremos do álbum Blonde on Blonde do Bob Dylan.


Nascido em Minnesota, Bob Dylan mudou-se para Nova York e iniciou sua carreira como cantor e compositor em 1961. Em cinco décadas, ele lançou mais de 400 canções nas asas de trinta e seis álbuns de estúdio que abrangem de tudo: folk, blues, rock, rockabilly, country, gospel e jazz.


Blonde on Blonde é o sétimo álbum de estúdio de Bob Dylan, lançado em 16 de maio de 1966 pela Columbia Records. Dos três álbuns de eletric rock de Dylan da década de 1960, Blonde on Blonde é frequentemente considerado o melhor .


Aliás ele é considerado por muitos como um dos melhores álbuns da história. Como descrito pelo próprio Bob, o som do álbum é uma espécie de som fino e selvagem de mercúrio.





Blonde On Blonde estabelece o passo definitivo de Dylan para um som mais elétrico, e sem dúvidas muito mais enérgico e poderoso que o de seu início no folk. Também deve-se notar que em suas obras anteriores como em Bringing It All Back Home e Highway 61 Revisited, já havia sido introduzido um som mais elétrico, mas não completamente, porque ainda havia muito de folk cravado neles .


A razão que levou Dylan a mudar seu estilo de som foi a versão que os Byrds fizeram de Mr. Tambourine Man. Ao escutar, Bob ficou perplexo, e decidiu transformar seu som. Para isso, ele assumiu o comando do The Hawks, uma banda tremenda, que viria a se tornar The Band (em homenagem ao próprio Dylan).


Essa mudança trouxe o descontentamento dos seguidores do folk, que já estavam acostumados a escutar este estilo. Naquela época, eles disseram que Dylan havia sido vendido , que essas músicas não eram dele, que as letras não tinham mais a mesma mensagem. Até que um jornalista perguntou:


- Por que você não faz mais músicas de protesto?

Bob respondeu: "Todas as minhas músicas são de protesto. “









Blonde on Blonde foi um disco que transgrediu regras. Foi o primeiro duplo da era do rock, e o primeiro em que uma canção ocupava um lado inteiro de um LP. É considerado um álbum de rock, mas ele escapa de classificações e rótulos.


As melhores músicas do álbum em nossa opinião são: "Visions of Johanna," "I Want You," "Stuck Inside of Mobile With the Memphis Blues Again," "Leopard-Skin Pill-Box Hat" e "Just Like a Woman".


É claramente um disco com muita poesia e combina blues, rock, algum espírito pop e folk que sempre esteve presente na carreira de Dylan. Além disso a voz dele é muito expressiva, produzindo uma infinidade de tons que nos chegam a alma.



Para terminar, uma frase que os americanos sempre dizem e representa bem o álbum : “Blonde On Blonde" é maior que a vida!!



Bjos e Abraços!



Por Leo Martins e Rapha Falconi

6 visualizações

©2019 by Classic Rock Brazil Store. Proudly created with Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now