Buscar
  • classicrockbrazilblog

Quarta de Disco: Free ‎– Tons Of Sobs (1968 )




O ano é 1968, poucas bandas tentaram fundir a agressividade do Hard Rock e os ritmos carregados de groove do Blues, criando um som lindamente criativo. Uma dessas bandas era Free, que, com seu primeiro e talvez mais significativo álbum, "Tons of Sobs", fundiu com sucesso dois dos gêneros mais importantes do final dos anos 60.


"Tons of Sobs" é sem dúvida o único álbum da banda Free que foi verdadeiramente inspirado pelo Blues Rock, e se comprova bastante isso ao ouvir cada uma das dez músicas do álbum. Talvez a coisa mais impressionante e notável sobre o álbum de estreia do Free é Paul Kosoff e seu excelente trabalho de guitarra.






O que talvez seja mais óbvio em relação ao lado mais blues do álbum é a maneira como Paul Rodgers canta. Durante o período da gravação, o Free estava fazendo shows ao vivo continuamente no Reino Unido e o álbum é baseado no set ao vivo que eles estavam tocando no momento. Rodgers, Fraser, Kossoff e Kirke já tocavam no circuito de blues há algum tempo, apesar da pouca idade. Nenhum deles tinha ainda vinte anos e, embora Fraser ainda tivesse apenas dezesseis anos, ele já havia feito uma parte no Bluesbreak de John Mayall! Portanto, não é de surpreender que 'Tons Of Sobs' seja o álbum mais blues do Free.






Eles não perdiam tempo quando se tratava de composição. A primeira sessão de ensaio, foi realizada na sala do andar de cima da casa pública Nag's Head em Battersea. Rodgers já havia escrito 'Over The Green Hills'. 'Walk In My Shadow' e 'Worry' foram pré-escritas por Rodgers e foram aceitas com entusiasmo pelos outros membros. O ensaio inicial também conta com as bases da primeira composição de Kossoff / Rodgers, "Moonshine", uma faixa sombria e sinistra, na qual Rodgers canta inclinando-se sobre sua própria lápide e esperando o amanhecer.


A parceria de composição entre Andy Fraser e Paul Rodgers foi responsável pela maioria do material de Free e eles também compuseram sua primeira música no ensaio inicial em 'I'm A Mover'. Das outras faixas do álbum, a já mencionada 'The Hunter' foi a favorita do pré All Right Now e a versão do estúdio difere muito pouco da forma como foi tocada ao vivo, exceto que pode soar um pouco mais lenta. 'Wild Indian Woman' é provavelmente a música mais fraca do álbum, mas ainda é uma boa música. 'Sweet Tooth' dá uma pequena dica do lado mais comercial do Free que viria mais tarde com seu refrão cativante. Ela também possui um belo piano de Steve Miller. 'Going Down Slow' é um longo treino de blues puro que provavelmente serviu de inspiração para trilhas mais longas como "Mr Big". Mesmo assim, Rodgers não gravou nada de puro blues novamente até seu álbum Muddy Water Blues, em 1993.


Para um álbum de abertura e de um grupo tão jovem de músicos, podemos sim dizer que 'Tons Of Sobs' é um álbum incrível! Com mais de cinquenta anos , o álbum ainda soa fresco e excitante. Foi uma época gloriosa para o rock britânico com nomes na cena como Deep Purple, Led Zeppelin, Black Sabbath e Uriah Heep.


Se você aprecia o blues, ouça 'Going Down Slow' .








Tudo sobre esse álbum é simplesmente fantástico, provavelmente uma das melhores estréias do blues rock de todos os tempos. Esta é uma peça clássica de blues rock que não deveria faltar na sua coleção!





Bjos e Abraços!




Por Leo Martins e Rapha Falconi






39 visualizações

©2019 by Classic Rock Brazil Store. Proudly created with Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now